A covid-19 tem mostrado que seus mistérios são muito maiores que nossas certezas. A doença não cansa de humilhar os que tentam prever sua trajetória, e mesmo assim observamos reações completamente extremadas quando se trata de opinar sobre sua progressão ou o combate à pandemia.
Após 90 dias de confinamento, empresas de todos os portes aprenderam que conseguem manter suas operações funcionando sem que haja gente em suas dependências. Uma descoberta e tanto para quem mantinha o ‘home office’ restrito a poucas funções, normalmente em áreas técnicas que não demandavam
O MS fica preocupado com a repercussão do número de óbitos, quando na verdade deveria gastar sua energia em evitar o colapso dos sistemas de saúde e garantir que as pessoas doentes tenham atendimento adequado, além de coordenar o esforço nacional de combate à pandemia,
A pandemia virou a vida nas corporações de cabeça para baixo. Empresas tiveram que aprender a operar seus negócios remotamente, em tempo recorde. E fizeram. Espaços físicos, antes tão disputados nos ambientes de trabalho, foram convertidos em supérfluos. Para que toda essa metragem, afinal? Viagens
Segundo relatos de amigos que vivem na Europa, o período em que o país encontra-se no pico ou próximo dele é o de maior tensão social. Todos nervosos e angustiados, a mídia converte-se em um desfile funerário, o acompanhamento do noticiário torna-se insuportável e o
Náufragos eternos de um barco que sempre afunda
É prerrogativa do Presidente da República nomear e demitir seus ministros a qualquer momento. Não tem ingerência nenhuma sobre os demais poderes, mas é autoridade máxima no Executivo. Ele(a) pode fazê-lo diretamente ou indiretamente, tornando a situação de seu assessor(a) tão insustentável que não lhe
O grande desafio do covid-19
O grande desafio do novo corona vírus não é a sua letalidade, baixa e que tende a ser menor que o usualmente divulgado, à medida que conhecemos mais a doença, e sim o tempo de permanência na UTI para os casos graves. São duas semanas
Onde estão os nossos números??????
E cá estamos nós, 35 dias após o início da pandemia (que eu tomo a partir da data do caso 150) e praticamente um mês confinados. O maldito covid-19 não tem sido tão letal como inicialmente previsto e o sistema de saúde resiste, mesmo pressionado.
1 2 3 39
Send this to a friend