#Fora_MarcoAurelio

O STF é a instituição mais criticada ao longo dos 350 textos publicados nesse espaço. Gostaria de nunca mais falar dele, mas infelizmente muitos de seus juízes, do alto de sua suprema soberba e onipotência, não podem ver uma vergonha dando ‘sopa’ que já querem abraçá-la.


Foi hoje o caso do ministro Marco Aurélio, autor da mais sórdida tentativa já registrada de libertar os corruptos presos pela decisão da prisão em segunda instância, que resistiu a quatro tentativas de derrubada no pleno da Corte nos últimos dois anos.


Ao apagar das luzes do tribunal, que retornará às atividades somente em Fevereiro, após longuíssimas e ‘merecidas’ férias, o ministro deliberou uma liminar cuja consequência imediata poderia ser a soltura de até 160 mil presos. Uma afronta não somente aos anseios da população, que manifestou claramente sua insatisfação com a corrupção nas últimas eleições, mas também ao próprio colegiado do STF, que já tratou do assunto diversas vezes, sempre com a mesma decisão, que contraria a opinião de Marco Aurelio.


Coincidentemente, suscitando inferências de um movimento orquestrado, a defesa do divino preso entrou com pedido de libertação do condenado 50 minutos após a divulgação da liminar. Não deu certo. A juíza Carolina Lebbos a indeferiu, dando ênfase às contradições da decisão do ministro. 


Posteriormente, Dias Toffoli, na condição de presidente da Corte, cassou a liminar, mencionando o grande dano à ordem pública que sua manutenção acarretaria. Reestabelecida a ordem, restam algumas dúvidas: seria o ministro Marco Aurélio apenas um magistrado mimado, que não suporta que decisões colegiadas contrárias à sua permaneçam vigentes? Ou não passa de um canalha irresponsável, malcomunado com o que há de pior no Brasil, defensor incansável dos privilégios dos criminosos de colarinho branco?


Seja o que for, seu ato é uma demonstração que ele não está à altura da cadeira que ocupa e deveria ser removido da função o quanto antes. Um juiz que toma uma decisão dessas, às vésperas do encerramento das atividades da Corte, e não é capaz de medir as consequências dos seus atos, não pode estar no pleno exercício de suas faculdades mentais. Ou falta-lhe sanidade, ou caráter.


Estou seguro que juristas encontrarão na lei justificativas possíveis para o impeachment desse senhor. Sua desfaçatez não deve ficar impune. Que o mal que ele tentou causar ao país retorne em forma de encefalite ou um improvável, mas justo impedimento.


#ForaMarcoAurélio

5 Comments
0

5 Comentários

  1. Avatar

    Fernando Lemos

    19 de dezembro de 2018 em 23:01

    Parabéns pelo texto. em especial: ” … juízes, do alto de sua suprema soberba e onipotência, não podem ver uma vergonha dando ‘sopa’ que já querem abraçá-la.”

    1. Avatar

      Victor

      19 de dezembro de 2018 em 23:18

      Obrigado, amigo! Abs

  2. Avatar

    emilio carlos baino

    20 de dezembro de 2018 em 09:07

    Victor,grande texto.Nem sempre concordamos,mas este foi o melhor texto que li sobre este imbróglio.Em a bril haverá nova votação sobrte este tema no STF.quero ver se este povo tem culhão para peitar Bolsonaro e seus milicos

    1. Avatar

      Victor

      22 de dezembro de 2018 em 00:19

      Obrigado, Emilio.
      De fato, será interessante observar os movimentos até Abril. Será a última chance de Lula, que en breve tera condenação confirmada pelo STJ…

  3. Avatar

    sonia pedrosa

    20 de dezembro de 2018 em 15:01

    Como sempre, muito bom, Victor!
    Juizinhos cara de pau, esses, viu?!
    Grande abraço!

Deixe uma resposta

Send this to a friend