Um novo diálogo entre o mestre e seu discípulo

Esse texto é uma obra de ficção e continuação da crônica anterior ‘O último diálogo entre Fernando e seu mestre’, publicada na semana passada nesse blog.

********************************************

Impossibilitado de visitar o chefe por ordens do próprio, Fernando pediu a um emissário, seu tesoureiro de campanha, que fosse até o quartel general do partido, uma cela na sede da Polícia Federal em Curitiba, para ter um dedo de prosa com seu grande líder, o divino preso.

O tesoureiro, acostumado a missões difíceis, aproveitaria o evento para fazer um reconhecimento do lugar, pela elevada probabilidade de alguém com seu cargo experimentar o xilindró. Trata-se de uma função de alta periculosidade, onde cedo ou tarde o sujeito acaba atrás das grades.

Chegando lá, o preposto encontrou o divino muito nervoso e irritadiço. Em tom de voz elevado, ordenou que telefonasse para Fernando pelo celular que levara clandestinamente sob a sola do sapato, e foi prontamente atendido.

– Alô, Fernando!

– Mestre, que surpresa agradável!

– Fernando, sem puxa saquismo que eu estou com pouco tempo, se me pegam aqui estarei sujeito à punição, me confiscam a cachacinha do Jacques! Me explica esse negócio de PT verde amarelo!!!!

– Mestre, foi ideia dos marqueteiros. Achei que você ia gostar, afinal, mandou que não fosse mais citado!

– Uma coisa é me esconder, outra é vestir fantasia de coxinha, Fernando! Só faltou você usar a camisa do Neymar! Você acha que o povo é burro? E aquela história de missa? O que te deu na cabeça para levar a Manuela na igreja, posando de religiosa? Pqp, quando vi nem eu acreditei!!

– Mas mestre, ela é minha vice, não dá para esquecer esse fato…

– Companheiro, deixa eu lembrar para você o porquê de eu ter escolhido a Manuela… Primeiro, não deixamos o PCdoB se bandear para o lado do Ciro, segundo, ela é bonitinha para sair na foto, terceiro, ela nos previne de qualquer tentativa de impeachment. Mas o trato era ela não aparecer na campanha, Fernando!!!! Se deixar ela falar, o Mourão vira um filósofo!!!! Você já está levando uma coça, mas também não se ajuda!! Esconda essa moça, por favor!!! Se ela reclamar, prometa comprar umas duas bolsas da Prada, que tudo se resolverá.

– Ok, mestre, mas eu pensei que…

– Você não tem que pensar nada, Fernando! Quem pensa aqui sou eu! Você executa, está entendido? E aquele incontrolável do Dirceu, calou a boca?

– Tive que dizer que ele não terá papel nenhum no governo, mestre. Ele atrapalhou bastante, mas acho que está controlado.

– Papel no governo? Só se ele quiser ser condenado pela terceira vez…. Kkkkk…Fernando, e o falastrão do Ciro Gomes, conversou com ele? Quando ele volta de viagem?

– Ele não quer ajudar, mestre. Disse que você era um Pinóquio safado traidor e que o PT pagaria o preço da arrogância. O irmão dele foi no diretório do Ceará e soltou os cachorros na gente, fomos achincalhados e o vídeo viralizou.

– Fernando, ofereça o ministério da Fazenda para o Ciro, essa braveza toda é teatrinho, eles estão só barganhando, já vi esse filme antes.

– Mas mestre, não acha que a Fazenda é muita coisa?

– É o jeito, Fernando. Não estamos em condições de negar apoio. Vamos deixar o Ciro fazer o serviço sujo na Fazenda, depois plantamos uma crise, ele dá um piti e vai embora. Outra coisa: eu mandei xingar o Maduro e não ficar em cima do muro sobre a Venezuela!!! Aí não dá, né Fernando!!! Já falei!! Xingue o cara de fdp ditador! Se liga!!!

– Mas, mestre, a militância não vai gostar…

– Fernando, eu quero que a militância se f…, a militância vota em você, precisamos dos indecisos!!

– Mestre, os indecisos querem nossa autocrítica…

– Fernando, eu já te passei a dica, fale mal da Dilma, já começou?

– Ainda não mestre…

– Caramba, Fernando! Até parece que está na frente, acorde para vida, estamos levando uma surra!!

– Mestre, essa semana sai um manifesto de advogados em nosso favor, a turma que está contra a Lavajato!

– Pqp, Fernando! Não deixa!!! Desse jeito você vai acabar com menos votos que a Marina!!

– Mas mestre…!

– Fernando, ninguém dá trela para esses caras, vão queimar mais o nosso filme!

– Mestre, estou perdido. O que fazer?

– Bem que o Jacques falou, devia ter apoiado o Ciro. Você está me decepcionando, Fernando! Depois da eleição, você voltará para as suas aulas, eu vou ficar em cana aturando o Zanin. Ninguém merece.

– Mestre, em Março, o Toffoli coloca o tema da segunda instância em pauta e você sairá desse lugar, voltará nos braços do povo!

– Nos braços do povo é o kct, Fernando! Não saio mais na rua sem levar ovada. Também desconfio do Toffoli, está muito saidinho. Do STF acovardado só confio no Lewandosky e no Marco Aurélio. Agora para completar a desgraça, só falta o Curinthia ser rebaixado. Estou fu….Fernando, nunca tive tão fu….

– Mestre, lamento. Nem sei o que dizer.

E o chefe desligou, transrtornado.

Nas adjacências do prédio da PF, um buzinaço promovendo o ‘#PTnuncamais’ indicava que o fim de uma era se avizinha no horizonte, em dez dias estará tudo acabado…

2 Comments
0

2 Comentários

  1. Avatar

    sonia pedrosa

    17 de outubro de 2018 em 08:08

    Que Deus te ouça! kkkkk
    Muito bom, Victor! Adorei!
    Você é o meu guru!
    Abração,
    sonia

    1. Avatar

      Victor

      17 de outubro de 2018 em 11:56

      Obrigado Sonia!!!

Deixe uma resposta

Send this to a friend